Tipos de entrevista de emprego para programador

Há momentos na carreira que percebemos que devemos buscar novos desafios. Processos seletivos podem ser cansativos. Preparar currículos, pesquisar empresas, entrar em contato. Isso tudo para começar a rodada de entrevistas.

Hoje vamos mostrar algumas formas bem comuns de se avaliar um programador num processo seletivo, independente de linguagem ou tecnologia.

Entrevistas

interviewGeralmente antes de julgar o código de um programador, a tendência é ter uma conversa com ele para descobrir se ele é um potencial pra vaga. Uma entrevista inicial pode ser somente com um representante do Recursos Humanos, onde perguntas como “Pode me contar um pouco sobre sua experiências passadas?” são comuns.

Há alguns casos onde uma entrevista técnica também acontece. Nessa, um outro programador da empresa pode medir um pouco do conhecimento técnico do entrevistado e sobre a área que irá atuar. Por exemplo, se você for um programador web, pode-se perguntar sobre o que é o HTTP, quais tecnologias o candidato prefere para se criar um site ou como um api REST funciona.

O melhor nesse tipo de encontro é ser sincero e tentar expor como seus conhecimentos e sua personalidade se encaixam na empresa.

Questionário

exam

Pouco comum, pode haver uma fase onde um exame no papel pode ser aplicado. Esse exame pode ser composto por questões discursivas sobre tecnologias envolvidas na vaga ou até mesmo questões onde se deve escrever código no papel. Quando a empresa que ofertou a vaga contrata uma terceirizada para recrutar talentos, é comum ver esse tipo de teste.

Teste prático

Este teste pode ser aplicado de duas formas. Na primeira o candidato tem algumas horas para realizá-lo. Ele pode por exemplo receber um e-mail com o teste e ter que devolver o código resposta em x horas.

Geralmente o prazo é muito curto e o que se está avaliando é como o candidato lida com tempo, pressão, e quanto ele conseguiria entregar. É importante manter a calma e organizar o pensamento para entregar o máximo possível.

Num segundo modelo, o objetivo é dar um prazo maior, como uma semana e deixar o candidato desenvolver uma solução mais completa como um carrinho de compras (vaga de programador web).

Numa terceira entrevista pode-se discutir um pouco sobre o teste, dificuldades e aprendizados.

Whiteboard

whiteboardUm dos métodos mais polêmicos para se testar um programador porém ainda muito utilizado. No teste whiteboard (ou quadro branco), o avaliador geralmente passa um desafio para o candidato e ele precisa ir escrevendo o algoritmo no quadro. O objetivo é entender como seria a linha de raciocínio do programador e poder avaliar também capacidades de lógica de programação.

E você, já passou por quais tipos de entrevista/testes de recrutamento? Algum modelo diferente dos citados? Deixe nos comentários para que outras pessoas também se preparem para essa maneira.